Em Pouco mais De três Meses


As 30 Contas No Twitter Que Todo Investidor Precisa Seguir Em 2018


Pouco mais de um ano após sofrer um sério imprevisto de carro, Pedro Leonardo está repleto de novidades. Umas boas, novas nem em tal grau. Ao menos pros fãs da dupla Pedro e Thiago. Recentemente, o filho de Leonardo anunciou o fim de sua parceria musical com o primo. Pelas redes sociais, Thiago deixou claro que a decisão não teria partido dele e, sim, de Pedro. “Foi uma decisão técnica, do incidente. Minha voz não está divertido pra cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto”, mostrou ele, que inicia, desta forma, uma nova fase na carreira.


Pedro estará ao lado de Helen Ganzarolli e da dupla Hugo e Tiago na atração. Com o início da nova fase profissional, o cantor quer se esforçar exclusivamente a esse posto. Mas garante que o ingresso no reality não teve nenhuma interferência no encerramento da carreira musical. “Eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na existência dele. Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, no entanto ele me esperou. E eu jamais falaria pra ele: ‘Primo, vamos acompanhar mais um ano’”.


Confira o bate-papo que Pedro Leonardo bateu com o iG pela Casa Sertaneja, espaço que vai abrigar os membros do programa durante os dias de atividades da atração. G: Você está totalmente preparado para mostrar o programa? Pedro Leonardo: Preparadíssimo. Estou com saudade de trabalhar, de fazer uma coisa boa e, no momento em que recebi esse convite, fiquei muito feliz de poder participar. Vai ser muito sensacional. Compreender a melhor música inédita do ano, trabalhar com música, que é algo que faço desde os doze anos de idade, pra mim, foi fantástico.


G: Tem recebido dicas de alguns apresentadores, de uma pessoa? Pedro Leonardo: Ainda não. Recebi um conselho do meu pai: “Meu filho, seja você. Nunca tente interpretar ou fingir que você é outra pessoa”. G: Foi por causa do programa que você decidiu largar a carreira musical? Pedro Leonardo: Não. Foi independente. A minha voz, para cantar, ainda não está bom e eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na vida dele.


Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, mas ele me esperou. E eu jamais falaria para ele: “Primo, vamos observar mais um ano”. Irei fazer o que consigo fazer e o que amo de fazer. A Leo (Leonor Corrêa, diretora da atração) elogiou meu trabalho. Claro, tem coisas para aperfeiçoar, não é notável.


Mas pretendo focar e me prestar a apresentar o “Festival Sertanejo”. G: Você comentou que não deixaria seu primo te esperando por mais um ano. Deste jeito essa decisão é só uma pausa, e não o final da sua carreira musical? Pedro Leonardo: Falei pra ele seguir as rotas dele. E ele está seguindo, está trabalhando com um pessoal do nordeste muito legal.


Está seguindo os passos dele. Pedro Leonardo: Foi, entretanto não foi uma decisão minha. Foi uma decisão técnica, do incidente. Minha voz não está divertido para cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto. G: Quando você estava internado, neste momento pensava nisso? G: Teoricamente, então, você ainda está em tratamento?


Pedro Leonardo: Meu tratamento vai ser, não que eu fale permanente, todavia a todo o momento tem o que aperfeiçoar. Eu aspiro aprimorar, fazer tratamento de tal coisa, disso, daquilo, necessita preparar-se, fazer aula. Minha existência está presa nisto daí para o resto da vida. G: O que você pretende aprender? Algo focado em exposição? Pedro Leonardo: Este trem de aula…cantar e exibir a gente não aprende.


  1. Pegar cola de vidro

  2. 18 - Loja de livros raros

  3. A respeito de as Meta-tags

  4. O Suco Saudável que Alimenta ===> Uma explicação resumida sobre o assunto se tratando de o anúncio

  5. 24 - Loja de materiais esportivos

  6. Certificado de validação completa

  7. Selo de Web site Seguro dinâmico personalizado com o nome da organização



Você faz ou você não faz. Claro, tenho que melhorar. De acordo com o desdobrar da carruagem, a Leonor pronunciar-se: “Pedro, você precisa melhorar tal coisa”, a gente vai lá e faz. G: Ela auxílio nisso em vista disso, no que você tem ou não que fazer? Que dicas ela te fornece?


G: Que conselhos você costuma conceder para Pedro, Leonor? Leonor Corrêa: O Pedro foi um ganho na minha existência, pessoal e profissional. Ele é um açucarado de piá. Conviver com ele tem sido excelente. Nós fizemos estas viagens para Campo Amplo e Cuiabá, demos muita risada. Ele está num instante de renascimento profissional também, é uma nova profissão que ele está investigando, e ele tem muito talento. O carisma desse piá, onde ele vai, toda gente para.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *